segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Como águas.


Os dias são como águas
Evaporam com o sol
Nem sempre existem abrigos

Em dias de praia
Quem se importa?
O que basta é se divertir
Tanto faz as águas.
Melhor é o sol.

Mas quando o dia
encerra sua labuta
Só se tem a noite
Como companheira
Nem águas, nem sol.

Pedimos chuva.
Queremos águas
Temos sede

Porque não vamos a praia?
Os dias são como águas


"Bebida é água, você tem sede de que?" (Titãns)


"Nem tudo que evapora, volta como chuva, nem mesmo as águas"


(Por - Dhioun, Marcos)

4 comentários:

Suzana Martins disse...

os dias são águas ora amargas, ora doces... às vezes, agridoce! rs.

Abraços

Marcos Henrique Justino disse...

Outros dias como vinagre, as vezes com gosto de vinho, mas o melhores mesmo são os os dias que são como águas. Pena que eles passam...

may lu disse...

"Os dias são como águas"
Vêm sempre com a intensidade do desconhecido...
Falam de poesia
Falam de vida, de morte
De guerra, de paz
De alegria e de dor.
O correr dos dias, das águas...
Escoando, contornando
Removendo, levando
É passagem, é vida.
Belo blog! Doce beijo

Marcos Henrique Justino disse...

Belo olhar poético sobre as águas que são como os dias, que passam e muitas vezes não voltam...

Postar um comentário