quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

A Canção de Minha Esperança.

       No decorrer dos dias, ao passar dos anos, o medo, a incerteza, a desconfiança, passam a fazer parte de nossas rotinas. O sonho não realizado, as ideias de revolução, que vão embora no primeiro comercial de coca-cola. O beijo que não aconteceu, o namoro que se desfez, o casamento que não vingou, a amizade que era de máscaras, contribuem complexa, e nos deixam paradoxalmente frustrados,
E assim seguimos a vida, sem um objetivo concreto, desacreditados, de tudo e de todos. Sem Fé, Sonho, e coragem para conquistar os ideias, que outrora foram perdidos, com o comercial de coca-cola. Paramos,,,
Mas, a existência que se manifesta por meio da "Vida", canta, a Canção de Nossa Esperança. Então, o caos se transforma em cosmos, e o nosso universo desajustado, se converte em harmonia. E Juntos "Vida", e  nosso universo, cantam: 


A Canção de Nossa Esperança:

Não quero amar - te
Somente em vida
Pois "vida" acaba logo
E fica a dor da partida.

Quero amar - te
Por tod´a Eternidade
Sentir O Amor qu´é
Puro, Sincero, e de Verdade.

Ver as promessas
Descerem do céu
E O Amor transformando
Lágrimas em mel.

Viver a Vida
seguir O Caminho
Prá todo sempre
Ao Seu lado

Caminhar ao seu lado sorrindo
Sentir o Verdadeiro Amor Fluir
A certeza que não vou mais sofrer
E Eternamente com alegria viver

Te amo, como, te amo
Entrego o meu coração.
És Confiança, que me faz confiar

(...Ele Enxugará de seus olhos todas as lágrimas...) - "AP. 4"

(Por - Dhioun, Marcos)





3 comentários:

Natalia Castilho disse...

encantadíssima com estas palavras!

fb- nath
http://thealternativegirl.blogspot.com

Cristielen Camila disse...

Que lindo!
Beijos;* FB

Marcos Henrique Justino disse...

Q Bom!
bjos

Postar um comentário