domingo, 8 de dezembro de 2013

Eternizar o Momento...

A vida é um pouco chata! Para, dizer, a verdade: eu até que gosto. Só me chateio, de "vezes-sempre". Um circulo vicioso! Confesso, e olha que nem é droga. Fazer o que se os dias são todos iguais, e não há nada novo debaixo do sol.
Quem dera, se a Eternidade, se sujeitasse ao tempo, e estivesse a levar, tudo que faça algum sentido, que valha a pena, para Além do tempo. Imagina se pudéssemos eternizar o primeiro beijo, as brincadeiras de criança, as férias na casa da vovó, e mais um bocado de coisas que encantem e sempre irão encantar:



Lembro - me de quando eu era criança
Brincadeiras que não brinco mais
As férias na casa da vovó
Que tanto
"Gostei"

Lembro - me do primeiro beijo    
E outras muitas coisas
Tristezas e alegrias
Desta vida que,
"Passa".

Tudo muda
"O tempo não para"
O Amor prevalece
E os dias continuam
Todos iguais.
E ainda não se sabe amar. 

Resta-nos "contar" a vida. Viver o agora, e Eternizar o momento. De forma que as pessoas contém histórias: até a Eternidade nos levar do tempo

(Por - Dhioun, Marcos)



Um comentário:

Marri Alves disse...

Lindo post e poema. Sempre me pego nesse mesmo sentimento, de que o tempo passa depressa e nós não conseguimos fazer nada diferente. É uma incógnita, com certeza.

Beijos,
Marri Alves

www.marrialves.blogspot.com

FB

Postar um comentário